Começa depoimento de Lula ao juiz Sérgio Moro sem hora para acabar



 O depoimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no prédio da Justiça Federal em Curitiba teve início por volta de 14h15 desta quarta-feira (13). Ele chegou ao local às 13h50, passando de carro em um corredor formado por militantes do MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra) antes de iniciar uma caminhada em perímetro estipulado pela Polícia Militar do Paraná. Voltou ao carro, antes de entrar no edifício onde será interrogado

Este será o segundo encontro presencial entre o petista e o juiz federal Sergio Moro, que comanda os processos da Operação Lava Jato na primeira instância. Não há limite de tempo para a audiência. A expectativa é que ela tenha uma duração parecida com a do primeiro interrogatório, que durou quase cinco horas.

Moro chegou ao local por volta das 10h, em uma caminhonete branca escoltada por seguranças da Justiça Federal. Lula foi de carro para Curitiba, onde chegou na noite de terça (12) acompanhado por dois assessores, e passou a noite na casa de um amigo. Os militantes o aguardavam desde as 10h30 desta quarta. Pouco antes da 13h, começaram a entoar "fora, Temer" e batucaram com a chegada da senadora Gleisi Hoffmann (PR), presidente nacional do PT.

O entorno do prédio, com forte esquema de segurança que contava com helicóptero, foi bloqueado pela polícia às 9h20. A previsão era de que o bloqueio começasse às 6h30, mas a Secretaria de Segurança Pública do Paraná avaliou que o clima será mais tranquilo do que em 10 de maio, quando Lula depôs ao juiz Sérgio Moro pela primeira vez.

São aguardadas no local 4.000 pessoas de movimentos sociais ligados ao PT, que chegaram em 40 ônibus. Em maio, foram 5.000 pessoas e 50 ônibus. O efetivo policial destacado para fazer a segurança também é menor: 1.000 homens, contra 1.700 no depoimento anterior.




Comentários


Comentar


Sidebar Menu