Justiça Eleitoral suspende fundo partidário do PSDB de Campina Grande até que a prestação ded contas seja regularizada



 Após o comando do PSDB de Campina Grande passar do deputado federal Pedro Cunha Lima (PSDB) para o deputado estadual Tovar Correia Lima (PSDB), a Justiça Eleitoral cobrou a prestação de contas da direção do diretório do partido. A informação está publicada no Diário Oficial desta quinta-feira (8).

De acordo com a publicação, o partido está proibido de receber repasses de novas cotas do fundo partidário pelo tempo em que permanecer omisso. Segundo o órgão, Tovar é presidente do PSDB desde outubro deste ano.

Outro partido que também não prestou contas foi o PROS, que também está suspenso do recebimento de repasses do fundo partidário. Quem assinou as decisões foi o juiz Horácio Ferreira de Melo Júnior, da 17ª eleitoral.




Comentários


Comentar


Sidebar Menu