O SILÊNCIO DO RISO: Câncer mata Corrinha Mendes, foliã e símbolo maior do Bloco Cafuçu



 Uma das risadas mais marcantes da cultura paraibana foi silenciada na noite desta quarta-feira, 10, com a morte, aos 63 anos, da professora de história aposentada Socorro Mendes, mais conhecida como Corrinha, que se transformou na foliã símbolo do bloco Cafuçu, um dos mais tradicionais e irreverentes de João Pessoa.

A informação do falecimento de Corrinha foi divulgada pelo professor Bertrand Lira através de seu perfil no Facebook. Segundo ele, Corrinha, que desde 2001 havia sido eleita embaixatriz do Cafuçu, lutava contra um câncer de gengiva descoberto em junho do ano passado. “Ela começou o tratamento em setembro e terminou em novembro. Ela vinha se recuperando de quimioterapia e radioterapia quando novos exames apontaram a existência de nódulos nos pulmões”, contou Bertrand.

O falecimento ocorreu no Hospital Universitário Lauro Wanderley, na Capital, onde Corrinha estava internada desde os primeiros dias de 2018, estando sob efeito de sedação em suas últimas horas de vida.




Comentários


Comentar


Sidebar Menu