Ricardo critica pressa e falta de debate na aprovação da PEC que proíbe reeleição na Assembléia Legislativa



 O governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), criticou, nesta quarta-feira (7), o fato da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que proíbe a reeleição para a presidência da Mesa Diretora na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) não ter sido amplamente discutida, inclusive com o Governo do Estado. Para o socialista, o assunto, por ser regulamentado e afetar diretamente a Constituição, é muito importante para ser votado às pressas, sem o devido debate.

“Eu não sou deputado, nem penso em voltar a ser, mas eu penso que esse projeto deveria ser discutido com toda a bancada e votado de forma regimental, o que não foi, foi votado como se fosse um requerimento. Emenda à Constituição não é algo descartável e penso eu que deveria ter sido discutido politicamente”, declarou.

O governador insinuou que a PEC não é necessária, pois “quando a reeleição não é possível é só mudar a chapa”. Ricardo afirma que o bloco da situação irá fazer os encaminhamentos necessários que julgar mais importantes. Nesta quarta, deputados da base governista se movimentaram em um pedido para anular a PEC. A contestação foi assinada por Hervázio Bezerra (PSB), Estela Bezerra (PSB) e Jeová Campos (PSB).




Comentários


Comentar


Sidebar Menu