Ricardo lança a primeira edição do Festival de Música da Paraíba



 O governador Ricardo Coutinho participou, nesta terça-feira (12), do lançamento do Festival de Música da Paraíba, no Espaço Cultural José Lins do Rego, em João Pessoa. O evento tem como objetivo investir em novos talentos e fortalecer a produção musical paraibana. Em sua primeira edição, o Festival homenageia a tocadora de pífano Zabé da Loca, falecida em 5 de agosto de 2017 aos 93 anos. As inscrições começam nesta terça-feira (12) e terminam em 31 de outubro, por meio do site www.festivaldemusica.pb.gov.br.

A solenidade de lançamento foi prestigiada por vários artistas, a exemplo das cantoras Val Donato, Nathalia Bellar e Sandra Belê, além de produtores culturais. Participaram ainda do evento, os secretários Luís Tôrres, da Comunicação Institucional; Lau Siqueira, da Cultura; a presidente da Rádio Tabajara, Maria Eduarda Santos; e a presidente da Fundação Espaço Cultural, Nézia Gomes, entre outros auxiliares do Governo do Estado.

Na ocasião, o governador Ricardo Coutinho destacou que a realização do Festival de Música da Paraíba é um importante instrumento para auxiliar o novo ciclo da música paraibana. “É importante perceber o movimento que estamos fazendo, que vem na contramão de tudo o que está ocorrendo no país, como recessão, depressão e, dentro de nossas possibilidades, estamos transformando todos os setores, incluindo a cultura”, afirmou, lembrando a importância dos festivais como incentivo à criação musical.

O secretário de Estado da Comunicação Institucional, Luís Tôrres, afirmou que o Festival consolida ainda mais as ações do Governo do Estado na área da cultura. “Não é novidade para ninguém que a Paraíba é uma terra de talentos. Nesse sentido, o Festival de Música vem para trazer à cena cultural talentos que estão escondidos em diversas partes do nosso estado, e proporcionar ainda mais oportunidade a quem já foi descoberto”, ressaltou.

Para o secretário de Estado da Cultura, Lau Siqueira, o Festival de Música da Paraíba vem consolidar o dinamismo da música paraibana. “O Festival vem dar uma resposta ao crescimento da cena musical no Estado, com jovens artistas já com o trabalho bem maduro, de excelente qualidade. É o momento, como vem ocorrendo, de o Governo do Estado incentivar ainda mais esse fenômeno que nos deixa muito orgulhosos”, completou, destacando a tradição da Paraíba na realização de festivais, a exemplo do Festival do Lyceu e do universitário.

Por sua vez, a presidente da Rádio Tabajara, Maria Eduarda Santos, afirmou que a realização do Festival de Música da Paraíba representa um forte estímulo à cultura do Estado. “O governador Ricardo Coutinho tem um zelo enorme pelas pessoas, pela coisa pública, e encontrou nesse momento a oportunidade para realizar algo com qualidade, de forma a incentivar a participação dos grandes talentos que temos”, completou.

Já a presidente da Fundação Espaço Cultural (Funesc), Nézia Gomes, explicou alguns pontos fundamentais do edital. “Um dos requisitos principais é que o artista seja paraibano, ou resida aqui há um bom tempo. Ao todo, serão 12 canções em cada uma das duas eliminatórias, sendo a primeira em Sousa, no Sertão, a segunda em Campina Grande e a grande final em João Pessoa”, adiantou.

Expectativas da classe artística – A solenidade de lançamento do Festival de Música da Paraíba – 1ª edição foi prestigiada por vários artistas da cena cultural paraibana e também nacional, a exemplo das cantoras Val Donato, Sandra Belê e Nathalia Bellar. Artistas e produtores musicais ficaram muito felizes pelo espaço que a realização do Festival proporcionará a eles.

Para a cantora Val Donato, a chegada do Festival de Música da Paraíba vem suprir uma lacuna que havia no Estado para incentivar novos talentos. “Já passei por vários festivais Brasil afora e percebo a importância que eles têm para incentivar novos talentos, abrir portas”, disse. “É uma excelente iniciativa que contempla todo o Estado, revelando talentos no Sertão, no Litoral. As minhas expectativas são as melhores possíveis”, destacou.

Já o cantor Lis Albuquerque ressaltou que o Festival de Música da Paraíba, além de revelar novos talentos, será uma oportunidade para compositores que não estão mais presentes na cena musical do Estado. “É uma iniciativa que vem em boa hora, que vai revelar novos talentos, mas também trazer de volta compositores que já estavam até esquecidos, reunindo todo um celeiro de artistas”, afirmou.

Opinião compartilhada pela cantora Nathalia Bellar. “A realização desse Festival me traz o sentimento de muita felicidade, em um momento em que um número maior de artistas quer mostrar o que produz, o seu talento, dando uma força enorme à música autoral. Eu, que também contei com o auxílio dos ‘bares da vida’ para mostrar o meu trabalho, sei da importância dessa visibilidade. Estamos todos de parabéns”, comentou.

O Festival – O Festival de Música da Paraíba é uma realização do Governo do Estado, por meio da Rádio Tabajara, Secretaria de Estado da Cultura (Secult) e da Fundação Espaço Cultural (Funesc). Podem participar artistas que residam na Paraíba, com idade superior a 14 anos, e com música autoral inédita.

De acordo com o edital, as inscrições começam nesta terça-feira (12) e terminam no dia 31 de outubro. A divulgação dos selecionados será feita no dia 21 de novembro. A primeira eliminatória está marcada para o dia 13 de janeiro de 2018, em Sousa, Sertão paraibano. Já a segunda, para o dia 20, em Campina Grande.

A grande final será no dia 27 de janeiro, em João Pessoa. A premiação será oferecida apenas para os participantes da Final, sendo:

- R$ 10 mil para o primeiro colocado;
- R$ 5 mil para o segundo colocado;
- R$ 3 mil para o terceiro colocado;
- R$ 2 mil para o melhor intérprete.
Para se inscrever, o candidato deve acessar o site do Festival, pelo endereço: www.festivaldemusica.pb.gov.br

 




Comentários


Comentar


Sidebar Menu